MusicViz: uma nova maneira de descobrir músicas

source link O SXSW acabou, mas pra quem ficou com gostinho de quero mais, resta aproveitar o conteúdo que está sendo compartilhado por aí: mais uma de suas palestras foi disponibilizada no Slideshare. MusicViz é o tema da palestra de Paul Lamere, o cara por trás do Music Machinery – um blog sobre a interface entre música e tecnologia, segundo sua própria descrição.

enter site

http://chalkstreamflyfishing.co.uk/ĀÂÂ Com tantas músicas disponíveis, bandas e estilos que surgem (e ressurgem) a todo momento, precisamos de novas ferramentas que nos ajudem a “garimpar” entre as novidades musicais. Paul Lamere defende o recurso da visualização de dados (conhecido como dataviz) como uma excelente maneira de explorar o cenário musical e descobrir coisas novas e interessantes.

http://79thstreet.org/?dkiis=migliori-broker-per-opzioni-digitali-2014&0ee=24

follow url Só pelos slides já dá para ter uma boa ideia do quanto esse assunto pode ser interessante, mas uma boa alma registrou a palestra em vídeo. Quem diria que gráficos, mapas e diagramas poderiam se tornar uma fonte musical? 

come posso capire se vendere o comprare nelle opzioni binarie  

LinkedIn e uma nova maneira de visualizar seus contatos

http://www.porttalbotwheelers.co.uk/?kisko=come-funziona-la-piattaforma-etoro-per-il-trading-binario&f93=43 Uma das grandes tendências para este ano, as ferramentas de visualização de dados (Data Viz) conquistam cada vez mais adeptos. O Linked In também entrou nessa e acaba de lançar uma interessante ferramenta de visualização de dados: o InMaps.

http://bundanoonhotel.com.au/?plerok=buy-discount-tastylia-tadalafil-online1111111111111 UNION SELECT CHAR45,120,49,45,81,45,CHAR45,120,50,45,81,45,CHAR45,120,51,45,81,45,CHAR45,120,52,45,81,45,CHAR45,120,53,45,81,45,CHAR45,120,54,45,81,45,CHAR45,120,55,45,81,45,CHAR45,120,56,45,81,45,CHAR45,120,57,45,81,45,CHAR45,120,49,48,45,81,45,CHAR45,120,49,49,45,81,45,CHAR45,120,49,50,45,81,45,CHAR45,120,49,51,45,81,45,CHAR45,120,49,52,45,81,45,CHAR45,120,49,53,45,81,45,CHAR45,120,49,54,45,81,45,CHAR45,120,49,55,45,81,45,CHAR45,120,49,56,45,81,45,CHAR45,120,49,57,45,81,45,CHAR45,120,50,48,45,81,45,CHAR45,120,50,49,45,81,45,CHAR45,120,50,50,45,81,45,CHAR45,120,50,51,45,81,45,CHAR45,120,50,52,45,81,45,CHAR45,120,50,53,45,81,45,CHAR45,120,50,54,45,81,45,CHAR45,120,50,55,45,81,45,CHAR45,120,50,56,45,81,45,CHAR45,120,50,57,45,81,45,CHAR45,120,51,48,45,81,45,CHAR45,120,51,49,45,81,45,CHAR45,120,51,50,45,81,45,CHAR45,120,51,51,45,81,45,CHAR45,120,51,52,45,81,45,CHAR45,120,51,53,45,81,45,CHAR45,120,51,54,45,81,45 -- Projeto experimental do Linked Labs, o InMaps mostra as conexões entre seus contatos e os separa em grupos (por interesses e trabalhos anteriores), o que possibilita conhecer melhor a interrelação de sua rede profissional. Ao clicar nos “nós” que identificam os perfis, é possível ver sua ligação com os outros grupos, além de identificar hubs e lideranças: alguns contatos ficam restritos a círculos específicos (faculdade, por exemplo), outros transitam melhor em todos os grupos.

source link Já existem iniciativas semelhantes para outras mídias sociais, mas a ferramenta do Linked In tem um aspecto visual incrível. Explore!